Pablo Alborán, em turnê pela Argentina

Um día coloco suas músicas no YouTube e desde então o cantor não saiu dos palcos. Agora está em uma turnê na Argentina e está curtindo o momento com a mesma ilusão que tinha quando começou no mundo da música ha apenas dois anos.

”Confesso estar com uma euforia tremenda desde que estou em Buenos Aires”, twittou o artista antes de debutar no mítico Teatro Gran Rex, que acolhe os Premios Gardel. O tanguista argentino é uma das influencias musicais do cantor e compositor.

”Eu gosto como interpreta, esse espírito de nostalgia e essas letras que eram poemas. Temos que aprender do pasado. Minha influencia são Piaf, Dalla, Aznavour e, claro, Gardel”, comentou em uma entrevista para o jornal argentino Clarín.

E anida reconhece que ele não é dramático como o tango e que ainda não se pode falar com a experiência de um homem de 50 anos, se confessa ”muito passional”.

Precisamente dessas paixões, se nutrem suas canções. ”Me apaixonei duas vezes e eu para dois discos”, brincou Pablo, um cantor capaz de conquistar tanto a adolescentes como adultos.

”Até as avós comparecem as sessões de autógrafos. A familia foi crescendo desde o ano passado. Tenho público jovem, mas nos shows tem gente mais velha e isso me emociona”, afirmou.

O malaguenho nunca descuida de seus fãs e, quando suaagenda apertada permite, faz o mesmo com a familia.

”Mesmo que cada um de nós tenha sua casa, decidimos viver todos bem juntos: mãe,pai, irmã, cunhado, sobrinhas. Somos oito. Somos como a familia de ‘El Padrino’ ”, brincou.

Comentários