Os detalhes de Des/Amor, o novo CD do Reik

Reik defendeu que seus temas de amor e desamor não estabelecem preferências sexuais, eles estão dirigidos a todo aquele que experimente esses sentimentos. “Nunca levantamos a bandeira de certa mensagem, salvo o amor e o desamor que dizemos nas canções e que é dirigido a qualquer tipo de amor enquanto seja puro, honesto, lindo e que faça bem. Nós estamos a favor disso”, comentou Julio Ramírez.

O quinto álbum de estúdio do Reik, “Des/Amor”, demorou 2 anos para ficar pronto.

O conceito não se aplica em um gênero específico e abrange vários ritmos afim de conquistar novos públicos e surpreender os fãs. “Algumas canções escrevemos na época atual, outras em 2013 e outras mais em 2011. ‘Voy a olvidarte’ e ‘Ya me enteré’, por exemplo, são dedicadas as pessoas mais melosas e que goste dos clássicos do som Reik”. O disco possui temas urbanos e toques de folk, reggae, country e rockabilly que permite a banda dar um passo adiante sem deixar as raízes que definem sua essência. “Temos a sorte de ter passado por todo o continente, por todos lados onde fale espanhol e creio que em algum momento aprende que se algo não funciona, escreve mais e sempre com a intenção de continuar fazendo música, vale a pena correr riscos”, continuou Jesus.

A capa do álbum mostra o corpo nu de uma mulher e não o trio. Jesús explicou o conceito. “Quando nos encontramos na etapa do desamor, justamente nos sentimos nus, débeis, frágeis e sós..

Vale lembrar que a turnê “Peligro” passou por vários países de da América Central, do Sul, Estados Unidos e México, Bibi contou que foi a mais intensa e longa. Nunca tinham se apresentado sozinhos no Auditorio Nacional da Cidade do México e foram cinco datas com ingressos esgotados.

Inclusive fizeram dois shows no Luna Park em Buenos Aires, Argentina, que significou um grande passo na carreira, aumentando a responsabilidade de apresentar um melhor álbum.

Comentários