Manuel Carrasco faz show pela primeira vez no Brasil

Leia a entrevista exclusiva com o cantor:

Como foi a experiencia de estar no Operacion Triunfo?
“Foi há 10 anos, foi uma experiência muito bonita, desde o começo recebi muito carinho do público e isso sempre me acompanhou. Quando comecei não estava acostumado a essa mudança tão forte. Tenho ótimas recordações daquele tempo. Muitas fãs cresceram comigo e me acompanham desde então e chegou muita gente nova”.

Fale sobre o processo de composição das músicas de Habla.
“Foi um processo bastante profundo, onde mostrei muitas coisas de mim que ainda não tinha mostrado. Acredito que é importante a cada disco mostrar coisas diferentes e novas e neste cd, eu vivi, sofri e curti muito. O processo de gravação de um disco as vezes é muito complicado porque te tira muita energia”.

Habla II tem novas músicas, uma agenda com as letras, acredita que é importante oferecer coisas novas aos fãs, como esta edição de luxo, com um belo projeto gráfico?
“Ele complementa o disco Habla, com novas músicas, com um formato bonito e original e que tem a ver com Habla, com as palavras, escritas e comigo também”.

Depois de passar pela América Latina, como é estar no Brasil?
“Está sendo muito motivador, divertido, excitante. Nesta viagem venho descobrir muitas coisas, mas tudo que tenho visto eu gostei muito. Me senti muito confortável, me trataram com muito carinho em todos os lugares, é muito bonito estar aqui”.

Acredita que vai usar algo desta viagem ao Brasil em suas próximas composições?
“Não vai passar desapercebido tudo o que vivi aqui. Estive em uma escola de samba, dancei, gostei muito do ritmo”.

O que faz antes de entrar no palco?
“Sempre tento ficar muito concentrado, para curtir esse momento que é tão sagrado para mim. Já que vou dividir esse momento com muita gente, é uma festa estar no palco com o público”.

Quais lugares de Madrid e na Espanha você indicaria para os brasileiros ou turistas em geral conhecerem?
“Estar nas ruas de Madrid, seja no bairro de La Latina, Chueca e Malasaña, cheio de bares abertos até tarde. É muito diferente de outros lugares, se vive muito na rua. São todos bem vindos. Aconselharia a ir nos bairros mais antigos, passear, ir a museus, tomar uma cerveja, respirar o ambiente. Vão a Andalucia, com gente muito alegre, há lugares lindos. Sou de Huelva, onde tem lindas praias. Perto está Granada, Cádiz, Sevilla, toda Andalucia é preciosa”.

Ele ainda mandou um recado aos leitores do Latinidade:

Serviço:
Manuel Carrasco

O último show internacional de SP em 2012

16 de dezembro

21:00 horas

Local: Tom Jazz

Endereço: Avenida Angélica, 2331 – Higienópolis

São Paulo – SP

Telefone: 3255 0084

Ingresso: www.ingressorapido.com.br

Valor: R$ 150

Comentários