100 Impressões sobre o México do ponto de vista de um brasileiro

Vinicius no Lago de Zirahuén (Santa Clara del Cobre) - Pátzcuaro / Morelia (Michoácan)
Vinicius no Lago de Zirahuén (Santa Clara del Cobre) – Pátzcuaro / Morelia (Michoácan)

Vinicius fez um intercambio no México em 2013 e também aproveitou para conhecer o país. Durante sua estadia, ele como um estudante de jornalismo sempre atento, absorveu muita coisa dessa experiencia, o que resultou em um post em seu blog de 100 impressões sobre o México.

O link foi compartilhado milhares de vezes nas redes sociais, elevou a auto-estima dos mexicanos e ganhou destaque na mídia daquele país.

O Latinidade conversou com o Vinícius. Leia a entrevista:

Como escolheu o México?
Vinícius Covas: “Ganhei uma bolsa por um banco (Santander Universidades). Mas, de qualquer forma, já havia planejado realizar uma viagem de intercâmbio ano passado. Estava me preparando para estudar Journalism Broadcast em NY, mas a vida deu um giro e fui para o país vizinho. Também estudei televisão.”
Foi escrevendo as impressões enquanto estava lá?
VC: “Mais ou menos. Fui fazendo notas mentais durante a minha estadia por lá. No avião de volta ao Brasil tive 14 horas para escrever algumas. Mas, foi basicamente no Brasil, que escrevi todas as outras. Como o feeling jornalístico, mantive minha mente atenta a possíveis observações, e aí deu no que deu…’
Quais seus projetos pra 2014?
VC: “Já em 2014 estou trabalhando forte como correspondente internacional para países que falam espanhol, especialmente o México. Já recebi boas propostas de trabalho dos países latinos. De todas maneiras, seguirei estudando e buscando novos voos – literalmente.”
Como foi ver seu texto na mídia mexicana e ler tantas mensagens positivas dos mexicanos?
VC: “Foi INCREÍBLE. No começo estava tentando responder todo mundo e acompanhar todas as publicações da mídia latina. Depois de uns dias, percebi que não seria mais possível. Foi um BOOM. Fui dormir e durante a madrugada meu celular começou a apitar. Foi o momento que percebi que as minhas ideias estavam sendo compartilhadas por todos. Geralmente vemos vídeos bobos sendo viralizados, agora, viralizar um artigo, um texto, algo que vem puro do nosso intelecto, é realmente algo que não tem explicação. Quase um mês depois, ainda recebo por volta de 100 mensagens diárias.”
Comentários