Fey inicia a tour Todo lo que soy

Um show colorido, no qual as dinâmicas coreografías ficaram pra trás para dar lugar a movimentos sensuais e sofisticadas trocas de roupa no palco, foi o que mostrou Fey no primeiro de dois shows que fará no Auditorio Nacional.

Na apresentação, que marcou o inicio da turnê “Todo lo que soy”, começou às 20:30 horas quando as luzes do colosso da Reforma se apagaram e o telão do palco se levantou para deixar ver a cantora vestida com um corset de listras brancas e douradas.

A primeira música foi Frío e para a seguinte canção Te pertenezco, Fey ja havía feito sua primeira troca, aparecendo um um short em tons dourados.

“Muito obrigada, agradeço ao mundo por me colocar neste palco, mas sobretudo por me deixar estar 18 anos em suas vidas, isso é fabuloso”, disse a seu público.

As 10 mil pessoas que lotaram o local estiveram de pé, cantaram e aplaudiram cada uma das faixas que Fey cantou e que permanecem na memória dos fãs, homens e mulheres entre 20 e 30 anos que dançavam em seus lugares.

Barco a Venus e Díselo con flores foram os seguintes temas para então a cantora passar do durado ao prateado em seu figurino e logo ao preto com uma pequena saia negra, short e “leggins” da mesma cor.

Chegou um dos momentos mais emotivos da noite, a intérprete anunciou o tema “Me haces tanta falta”, dedicada a sua mãe, “esta canção é muito forte para mim, necessito sentir vocês perto”, disse Fey, que foi acarinhada por uma ola de aplausos.

Seguiram Subidón, Ni Tú Ni Nadie e Me enamoro de ti, enquanto uma dupla de bailarinos dançavam no alto do palco e depois ela interpretou outro sucesso Tierna la noche, onde utilizou um figurino prata e roxo.

Fey fez uma breve pausa para a anunciar a chegada de seu convidado especial, Aleks Syntek, a quem se referiu como uma das pessoas mais especiais em sua vida e com quem cantou El cielo puede esperar, com algumas falhas no som.

Depois, uma dezena de bailarinos invadiram o palco para acompanhar a intérprete nos temas Sueños líquidos e Dressing to kill.

O clímax da noite chegou com Azúcar amargo e Muévelo, as mais cantadas da noite e que pareciam anunciar o fim do show, pois as luzes se apagaram e com os aplausos e gritos do público que pedía “outra, outra”, Fey voltou para cantar Media naranja e La noche se mueve.

A cantora continuará a divulgação de seu cd Primera fila, que  acaba de ganhar Disco de Ouro por superar as 50 mil copias vendidas no México.

Comentários