El Mapa de Todos 2014

O uruguaio Daniel Viglietti, a banda colombiana Bomba Estéreo e os brasileiros Mundo Livre SA e Boogarins fecham quatro das cinco noite do Festival El Mapa de Todos. Em sua quinta edição, o festival acontecerá nos dias 11, 12, 13, 14 e 15 de novembro, em Porto Alegre, com patrocínio da Petrobras. Neste ano, o festival toma conta da cidade ocupando os clássicos espaços culturais do Teatro São Pedro, Opinião, Teatro Bruno Kiefer, na Casa de Cultura Mário Quintana, e Ocidente. A quinta noite, em parceria com o evento Sarau Elétrico, contará com sarau especial com tema “colombiano” e show do cantautor Andrés Correa, de Bogotá. O festival ainda terá atividades culturais paralelas, que divulgaremos em breve.

Em suas cinco noites, o festival terá participação dos músicos latinos Camila Moreno do Chile, Buenos Muchachos e Molina y Los Cósmicos do Uruguai e Bestia Bebé da Argentina. Entre os brasileiros, os demais convidados são Skrotes de Florianópolis, Coutto Orchestra de Aracaju e Beto Só & Banda de Brasília, além dos locais Luis Marenco, Guri Assis Brasil & Gabriel Guedes, Projeto Ccoma, Bob Shut e Jéf. O cantor e compositor Beto Só lança seu novo disco, um tributo à geração anos 2000 do rock brasileiro. Guri Assis Brasil & Gabriel Guedes apresentam um repertório de cumbias psicodélicas ao estilo peruano. Os uruguaios Buenos Muchachos participam do festival com apoio do projeto Ibermusicas.

Em sua quinta edição, o evento cumpre com sua missão de promover a integração pela música, com a presença do autor da música que contém a expressão que batizou o festival. Em fevereiro, o músico uruguaio Max Capote subiu no palco do festival Recbeat, em Recife. Em março, o grupo carioca Autoramas marcou a estréia de artistas brasileiros no festival Vive Latino, no México. Aos dois exemplos, seguem-se outros anteriores que mostram a importância estratégica do festival El Mapa de Todos. Em 2013, depois de passar pelo El Mapa de Todos em 2012, o grupo gaúcho Apanhador Só, foi um dos destaques do festival ContraPedal, em Montevidéu.

Por outro lado, o El Mapa de Todos também tem recebido artistas que destacaram-se em outros festivais latinos, como Juan Cirerol, Gepe, Bareto, Franny Glass e El Mató a Un Policía Motorizado. Vários artistas que se apresentaram no El Mapa de Todos da mesma forma tem participado de festivais em vários países, intensificando a conexão latina. Juan Cirerol, por exemplo, depois de brilhar no palco Intolerante do Vive Latino, apresentou-se no El Mapa de Todos e, em seguida, também no Recbeat. “Pela localização geográfica e cultural, no extremo-Sul do Brasil e cravado na bacia do Pampa, talvez por isso o festival consiga irradiar a idéia da integração com mais intensidade”, diz Fernando Rosa, curador do El Mapa de Todos.

Fonte: Senhor F

Comentários