Cobertura VII Festibero

O festival começou no dia 22 de abril com a peça Azul Resplendor, com Eva Wilma. A atriz foi homenageada no final do espetáculo.

cópia de IMG_1843

 

No domingo, 27 de abril, foi a vez de Odin Dupeyron apresentar seu monólogo A Vivir! aos brasileiros, mexicanos e latinos presentes. Devido a um problema técnico, não foi possível exibir um DVD que fazia parte da peça, o que causou um atraso de alguns minutos. O ator se desculpou com os presentes, explicando a situação e iniciando o espetáculo.
Neste inicio, a platéia e o ator ainda estavam tendo o primeiro contato e demorou algum tempo para que os presentes entrassem no clima da peça e começassem a interagir. Representada totalmente em espanhol, talvez por não entenderem o idioma, algumas pessoas deixaram o recinto durante a encenação, o que causou irritação dos que estavam lá para prestigiar o ator, já que para sair de seus lugares as pessoas faziam barulho e até interromperam a apresentação por tirar a concentração do ator.

O público que ficou até o final, pode ver a incrível interpretação de Odin, que em nenhum momento deixa o espetáculo cair em monotonia, levando a peça cada vez mais pra cima, com seus momentos trágicos, alegres e que levaram alguns presentes às lagrimas.

A Vivir está em cartaz há 9 anos na Cidade do México e também percorre o país, sempre com ingressos esgotados por onde passa. Já que o ator depende de convites de festivais para sair do México, o Brasil entrou para a lista dos poucos países em que foi apresentada.

Odin é um ator nato, sua família está envolvida nas artes há várias gerações no México. Ele também escreveu dois livros.

IMG_1884

IMG_1885

Fotos e texto: Mayra Dugaich

Comentários