Claudia Brant apresenta “Ni rosas ni juguetes”

A cantora  e compositora argentina radicada em Los Angeles (Estados Unidos) Claudia Brant, que recentemente foi nomeada “Compositora do ano” na vigésima edição do Premio ASCAP da Música Latina, lança “Ni rosas ni juguetes” na Argentina, música incluida em seu cd “Manuscrito”.

“’Ni rosas ni juguetes’ nasceu na casa de Noel Schajris no México; nos reunimos para escrever, junto com Gianmarco. Como Gian tinha uma reunião com Paulina Rubio naqueles dias decidimos escrever algo para ela”, contou Claudia Brant. Esta música foi segundo single do disco Gran City Pop de Paulina Rubio (Universal Records), e se manteve nos latin pop charts de Billboard na posição número 11 por varias semanas consecutivas; e, tambémn saiu como remix com Pitbull e na versão banda, em dueto com Jenny Rivera.

“Ni rosas ni juguetes” é o primeiro single de Claudia Brant na Argentina, e o segundo nos Estados Unidos, já que “No me doy por vencido”, teve seu videoclipe rodado na India, foi a primeira canção de “Manuscrito” que tocou nas radios do país.

2011 surpreendeu Claudia Brant com tres indicações aos Latin Grammy 2011. Primeiro, por seu recente álbum “Manuscrito” esteve presente nas categorías “Melhor álbum vocal pop feminino” e “Melhor engenharia de gravação”; enquanto tambem foi reconhecida na categoría “Canção Do Ano” como uma das autoras de “Lo Mejor De Mi Vida Eres Tú”, tema do artista internacional Ricky Martin. E, agora, este novo ano a abraçou com um novo prêmio. No último dia 20 de março Claudia Brant foi nomeada, junto com Anthony “Romeo” Santos, “Compositora do Ano” no Premio ASCAP da Música Latina. No evento, em que foi homenageada com um tributo musical peloos amigos Luis Fonsi, Noel Schajris e Frankie J., foi realizado no Hotel Beverly Hilton de Los Angeles.

“Manuscrito” inclui dez temas de autoría de Brant que se tornou um sucesso nas rádios nas vozes de importantes artistas, esta vez interpretados por ela. Temas como “No me doy por vencido” (Luis Fonsi), “Invierno” (Reik), “Si no me amas” (Ednita Nazario) e “Ni rosas ni juguetes” (Paulina Rubio), entre outros, fazem parte deste álbum que a consolida como a pioneira de um movimento que tem deixado a marca de seu trabalho por mais de uma década.

Fonte: Exitoína

Tradução: Latinidade

Comentários